Cresce o número de crianças entre 4 e 5 matriculadas em escolas no Brasil

O Movimento Todos pela Educação, em levantamento feito com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que o número de crianças de 4 e 5 anos matriculadas no ensino regular aumentou em 17% entre os anos de 2005 e 2014 no Brasil.

Em outras palavras, de 4,8 milhões de estudantes nessa faixa etária, o país chegou a 4,9 milhões no ano passado. Entre todas as faixas analisadas pelo Movimento (4 a 5, 6 a 14, 15 a 17 anos), esta foi a que mais cresceu.

O Paraná é o sexto estado a ter o maior aumento no número de crianças de 4 a 5 estudando regularmente, saltando de 64,4% para 87,5%. Rondônia, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Acre ficaram à frente, nessa ordem.

Entre outras conclusões, os dados mostram que há uma preocupação cada vez maior com a formação e a alfabetização das crianças brasileiras. A vida escolar iniciada antes da pré-escola garante uma preparação ainda melhor para os pequenos, uma vez que estes adquirem maior conhecimento e habituam-se melhor à rotina antes dos demais.

Em muitos casos, a criança inicia a rotina escolar antes mesmo dos 4 anos, na fase do maternal. Essa opção é também proveitosa, já que oferece um ambiente sadio e seguro para os pequenos que ainda estão desenvolvendo habilidades e funcionalidades mais básicas.